Google

domingo, 18 de março de 2007

Brasil nos limites da violência!

Dois dos cinco suspeitos detidos (Foto O Globo) Houve um fato terrível, que ocorreu, no Rio de Janeiro, que abalou o Brasil inteiro, que foi o assassinato cruel de uma criança de seis anos de idade. Sua mãe teve o carro roubado, e enquanto ela, desesperada, tentava dezafivelar o cinto de segurança do menino que estava no banco de trás, os monstros não deram tempo a essa mulher de tirar a criança e arrancaram com o carro, com o pequeno João enroscado ainda ao cinto, sendo arrastado por sete quilômetros, sem que os meliantes parassem. O fim da história todos conhecem.


Em Bragança Paulista, interior de São Paulo, uma família foi queimada viva, inclusive uma criança, dentro do próprio carro, fato esse que abalou toda a sociedade.

Nos EUA, o pai de uma criança de dois anos, deu uma surra na menina (ela não queria dormir), desmaiou de tanto apanhar e foi colocada pelo mesmo pai, do lado de fora da casa. Com o rigoroso inverno pela qual os americanos estão passando, a menina acabou morrendo de frio.

Isso sem falar nos ataques de facções criminosas no Rio e em São Paulo à ônibus e policiais.
Tirando o ocorrido nos EUA, que apenas serviu para ilustrar os limites da violência, vivemos tempos cruéis, onde não há espaço para misericórdia, compaixão, amor ao próximo. Por que de tanto ódio??
Problemas sociais como o desemprego poderiam ser uma resposta. Mas o fato é que há muita gente que passa por dificuldades e não apelam para a violência para a solucionar os seus problemas. Drogas? Esse é um assunto a ser discutido. Afinal, o maior motivo para os tiroteios e chacinas no estado carioca, é a disputa pelos pontos de venda.
É certo que muitos podem ser os problemas que levam a tanta barbaridade. O que choca é a crueldade desses elementos, o sangue frio com que cometem seus crimes, uma total falta de princípios éticos, morais e até religiosos, enfim, não há absolutamente nenhum respeito pela vida humana.
E é preciso acontecer essas tragédias para que a sociedade comece a discutir soluções para a problemática.
Quantos joões, marias e alfredos assassinados serão necessários para que as autoridades tomem as devidas providências? Até quando a sociedade assistirá passiva a violência que ronda sua porta?
Que tal os governantes adotarem medidas preventivas como uma educação de qualidade, uma política econômica voltada para o crescimento, onde todos tem chances iguais de conseguir uma colocação profissional de acordo com suas aptidões e não essa política nojenta que escancara na cara de todos a face das diferenças sociais?
Tenho certeza que a grande maioria dos bandidos, se tivessem moradia decente, educação, crescessem num ambiente saudável não recorreriam ao mundo do crime. Mas o que ocorre é o contrário. Cidadão cresce no meio da miséria, assiste cenas de violência em sua casa e em seu bairro; liga a televisão e fica sabendo do último escândalo envolvendo deputados e senadores, ou outra figura pública qualquer. Em que ele vai se tornar? Num traficante, ladrão, assassino, menos um cidadão de valores e princípios.
Senhor presidente, senhores ministros, deputados, senadores: não adianta os senhores virem à público e lamentarem os fatos ocorridos na sociedade. Ajam! Façam algo que diminua essa onda de crimes que causam medo em todos nós cidadãos! Se não é mais possível construir uma sociedade justa para a atual geração, vamos pensar no futuro, o futuro são nossas crianças que estão morrendo assassinadas hoje! Se algo começar a ser feito agora, talvez possamos colher uma sociedade mais justa e pacífica amanhã!
Senhores governantes, parem de ir a televisão para reclamar de seus salários, quando há famílias que só fazem uma refeição ao dia, pois o dinheiro não entra. HONREM SEUS CARGOS, VOCÊS ESTÃO NO PODER PARA SERVIR A POPULAÇÃO QUE OS ELEGEU E QUE FOI ENGANADA POR VOSSAS FALSAS PROMESSAS! PAREM DE PENSAR SÓ EM SI MESMOS!!! QUANDO TIVEREM EM SUAS MÃOS VERBAS DESTINADAS A SAÚDE, EDUCAÇÃO, ETC. USEM A MESMA PARA O FIM A QUE SE DESTINA!!!! ABAIXO A LEI DE GERSON!!! VIVA O BRASIL!

2 comentários:

Dedê disse...

Como todo mundo fiquei chocada com o crime, ainda mais depois que se tem filhos, parece que dói mais profundamente em nossa alma constatar que atos tão crueis acontecem nos dias de hoje... pessoas que na minha opinião não possuem alma, porque fazer algo de tamanha crueldade com crianças que mal podem se defender, só pode ser coisa de pessoas sem alma. Enfim... dependemos dos politicos, a ação de cada um de nós é importante, porém se nosso governo não agir rápido e não for eficiente, infelizmente a situação tende a piorar, e sabe Deus que mundo espera pelos nossos filhos daqui 10 anos...

Marconi Leal disse...

Viva o Brasil!